terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Conversa sobre Sexo

Ontem sonhei que estava em uma classe palestrando sobre sexo. Falava como se fosse "expert" no assunto. Fiquei encucada com o sonho. Porque não sou nem nunca fui uma "expert" em sexo. Porém, no sonho, eu falava com tanta segurança, que passei a desconfiar que não era eu que estava naquela sala...
Mais íncrivel foi o fato de fazerem uma fila, para ouvirem meu discurso.
Tudo bem. Falar sobre sexo é tão comum quanto falar sobre futebol ou religião. Comum e polêmico. Comum na medida que todo ser humano, a partir do momento que adquire o dom da linguagem, acaba uma ora ou outra, falando de sexo. A criança, para imitar o adulto e fazer rir a outrem; o adolescente, para impressionar, e por fim, o adulto, para chegar aos finalmentes.
Até aí tudo bem. O sexo domesticado. Inofensivo. Que se põe à mesa. Cumplice da avó, da filha e primas assanhadas.
Mas e aquele outro sexo, que se esconde em becos escuros e sujos, em consultórios médicos higienizados e despudorados ?
Aquele sexo que feriu fundo, deixando uma cicatriz enorme no peito da moça, que nunca mais conseguiu se entregar, a nenhum homem, devido ao trauma latente ?
Sim, meus amigos. O sexo pode lavar, ou queimar; pode levar as alturas, ou ao inferno mais torpe.
Então, me vem a pergunta : falar de sexo ou faze-lo ?
Parece que estou pronta para falar, no entanto, com relação a prática, é sempre algo a se pensar...
Porque parece que nunca estamos prontas para isso. Mas irão falar, mas o bom mesmo é fazer sexo, e não falar sobre sexo.
Pensando bem, as duas coisas são complicadas. Quando pensamos sobre sexo profundamente...
Olhando para ele como se fosse uma esfinge...E ele pergunta : decifra-me ou te devoro.
Se quiser tentar, vá em frente.
Quanto a mim, por enquanto, ficarei com o sonho apenas.

Angélica Medeiros, 14.12.2010

2 comentários:

Rodrigo Eto. disse...

Oi.
Como sempre, você consegue tratar de assuntos ligados a Eros e Afrodite de uma forma sutil, mas com certa sensualidade provocante.
Bem deixando formalidade um pouco de lado seu blog é ótimo, me fez pensar em voltar a escrever alguns textos outra vez...
Apesar de que tema o amor e o sexo não são muito abordados em minhas crônicas, pois eles possuem um foco na psique humana e também escrevo contos que são voltados ao juvenil.
Então Parabéns pelo Blog.

Alaor Ignácio disse...

Angélica, bom dia.
Alguém já disse, parodiando velhas sabedorias, que "desconheça-te a ti mesmo" é chave da felicidade. Portanto, sonhe sempre.
Valeu pelo seu blog.